DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL


Olá meus amores, como vocês estão nessa quarentena?

Hoje, 18/04, no Brasil, é considerado o DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL. Essa data foi escolhida pois nesse dia, em 1882, nascia o escritor Monteiro Lobato, considerado o pai da literatura infantil brasileira.

Quem não conheceu em algum momento Narizinho, Pedrinho, Emília, Visconde de Sabugosa, Tia Nastácia ou Dona Benta? A série televisiva Sítio do Picapau Amarelo foi e continua sendo ponto de destaque para esse escritor incrível que adorava abordar o folclore brasileiro.

Agora, mais importante do que comemorar essa data é compartilhar o hábito de ler. E fazer isso na infância é maravilhoso. A leitura desperta diferentes habilidades nas crianças, como a linguagem, a ampliação do vocabulário, a criatividade e a descoberta do mundo imaginário.

Uma pergunta frequente no meio literário é sobre como começou esse amor pela leitura. É também uma das perguntas mais difíceis para mim. A leitura SEMPRE fez parte da minha vida através de gibis e contos de fada, até eu sentir a necessidade de mudar estilo e gênero, e a influência da minha mãe foi fundamental para hoje ser um dos meus melhores passatempos. Quando criança era acostumada, como tantas outras crianças, a ouvir histórias para dormir. Quando aprendi a ler, mantive o hábito, nem que fosse de um único capítulo (o que as vezes se tornava uma noite em claro). As bibliotecas na adolescência foram minhas companheiras.

Porém, nem sempre isso é uma constante. Tive meu período em que quase não li. Faltava oportunidade e prazer. Voltei aos poucos, até que conheci leitores incríveis que me trouxeram novas visões sobre a leitura. Ela me trouxe histórias, viagens e vivencias que talvez não teria tido a oportunidade de ter.

Não tenho filhos, mas sempre tento incentivar as crianças próximas a mim dando livros infantis de presente ou contando uma história quando a oportunidade surge. Acredito que o futuro será muito melhor com crianças mais bem preparadas, afinal, por mais que um livro seja para puro entretenimento, sempre fica uma lição.

E você, tiveram essa relação com a leitura na infância? Também incentivam outras crianças? 

Nenhum comentário