DIA MUNDIAL DO VITILIGO || [resenha] COMO TATUAGEM - WALTER TIERNO

Olá amores, como vocês estão?

Hoje, dia 25/06, é o DIA MUNDIAL DO VITILIGO. É uma doença conhecida mas as vítimas ainda sofrem muito preconceito. Criei o blog para falar de livros, mas nem só disso nós leitores vivemos. É importante falar de assuntos atuais, assuntos tabus, assuntos sem importância também. É importante falar sobre o dia a dia, e principalmente se isso serve para informar e conscientizar.

O QUE É VITILIGO?


Segundo o Ministério da Saúde, o vitiligo é uma doença caracterizada pela perda da coloração da pele. As lesões formam-se devido à diminuição ou ausência de melanócitos (as células responsáveis pela formação da melanina, pigmento que dá cor à pele) nos locais afetados. As causas da doença ainda não estão claramente estabelecidas, mas alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores que desencadeiam ou agravam a doença.A data, criada em 2011 pelas Nações Unidas, visa aumentar a conscientização sobre o vitiligo, combater o preconceito e arrecadar fundos para pesquisa, apoio e educação.A doença é caracterizada por lesões cutâneas de hipopigmentação, ou seja, diminuição da cor, com manchas brancas de tamanho variável na pele. O vitiligo não é contagioso e não traz prejuízos a saúde física, no entanto, as lesões provocadas impactam significativamente na qualidade de vida e na autoestima do paciente. Nesses casos, o acompanhamento psicológico pode ser recomendado.



COMO TATUAGEM


Eu adoro livros com personagens pouco convencionais, personagens imperfeitos, que parecem reais. Quando conheci esse livro senti que precisava ler. Lúcia, a protagonista, tem vitiligo, uma doença que nunca vi em nenhuma outra leitura. E já adianto que a realidade vai além da doença e do preconceito sofrido por Lúcia.

Sabem aquela frase "Quem bate, esquece. Quem apanha, não"? Ela é perfeita para esse livro. 


Título: Como tatuagem
Autora: Walter Tierno
Editora: Verus
Páginas: 308
Sinopse: "Artur é um cara rico, superficial e egoísta. Bonito e popular entre as mulheres, não tem o menor respeito por elas — sua vida amorosa se resume a colecionar parceiras na cama. Essa rotina de prazeres e privilégios é interrompida quando ele sofre um grave acidente de carro. Para ajudá-lo a se recuperar, sua mãe contrata a fisioterapeuta Lúcia.Desde criança, Lúcia sofre o preconceito que persegue os portadores de vitiligo. Sua mãe sempre esteve presente para apoiá-la e fazê-la enfrentar os obstáculos que a vida lhe impõe. De temperamento doce, porém decidido, Lúcia tem uma consciência peculiar e aguda sobre o mundo. Mas, quando se vê sem o amparo materno, suas certezas desabam.O encontro de duas pessoas tão diferentes vai gerar muito atrito, mas com o tempo Lúcia e Artur vão descobrir algumas das infinitas facetas do amor e, entre conquistas, medos, perdas e paixões, verão suas vidas transformadas para sempre."

Lúcia vem de uma família humilde e com muito esforço está conquistando seu espaço. Fisioterapeuta, ainda sofre bastante com o preconceito que a acompanha desde a infância. Lúcia tem vitiligo. Seu suporte sempre foi sua mãe, e a perda dela exige ainda mais esforço para se manter firme.

Do outro lado da história temos Artur. Ele é o típico babaca mimado. Rico, superficial e egoísta, só quer saber de aproveitar o momento, e se for com uma mulher para esquentar sua cama, ainda melhor. Aliás, mulheres servem somente para isso na visão dele. Sem nenhum limite, sofre um grande golpe do destino após um grave acidente, que resulta na amputação de sua perna.

Eles se conheceram no passado, um momento que foi inesquecível para Lúcia. Agora, após o 
acidente, eles se reencontram. Cada um com suas dificuldades, vão aprender um com o outro a se manter de pé, mesmo com todos os preconceitos enfrentados.


"Quando a vida sai do eixo e você não sabe como nem em que momento aconteceu o desvio, fica difícil reencontrar o caminho. A ironia é que, muitas vezes, tudo o que você precisa fazer é olhar para o lado, porque a resposta está ali. E essa resposta pode ser simplesmente outra pessoa que também se perdeu, e tudo o que vocês precisam fazer é caminhar juntos."

A leitura é intensa, forte, pesada, mas muito necessária. Acontece um romance sim, mas nem de longe é o foco da leitura. As dificuldades enfrentadas por Artur e Lúcia trazem reflexões e conhecimento. As cenas dos preconceitos sofridos são impactantes de tal forma que chega a ser doloroso.

A narrativa é alternada entre os protagonistas e, por vezes, não fluiu tão bem. Apesar disso, e do excesso de palavrão, é uma leitura incrível e com temas pouco comuns na literatura.

No final, o que fica é o ensinamento, não só para Artur, mas para todos nós. Estamos evoluindo e aprendendo cada dia mais sobre inclusão, mas isso é ensinamento diário. Ainda cometeremos erros. Mas aprendemos com eles e, ao passo de formiguinha, mudaremos o futuro.

34 comentários

  1. Oi!
    Peguei o e-book desse livro gratuito na ação para ler na quarentena e nem tinha lido a sinopse dele ainda, nunca li um livro com um personagem que tenha vitiligo e com certeza vou colocar esse na meta de leitura (já preparada para a linguagem!)

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovana,
      É verdade, vi ele gratuito dia desses e aproveitei também para pegar também o e-book haha
      Espero que goste da leitura.

      Beijo!

      Excluir
  2. Oi
    li poucos resenhas desse livro, se não me engano eu tenho o e-book e parece ser uma leitura do estilo que eu gosto, gostei de conferir a resenha.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise,
      Que bom que gostou da resenha e espero que goste da leitura.
      Também não conheço muitas pessoas que leram e sempre que posso falo dele, principalmente pelo tema.

      Beijo!

      Excluir
  3. Olá Rayanne,

    Eu ainda não conhecia esse livro, achei a remissa muto boa, ainda mais por abordar um assunto importante, não sabia que hoje era o dia do vitiligo, ainda hoje é um tabu para muita gente, ótima resenha.


    Bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Também descobri esses dias sobre o dia e achei a oportunidade perfeita para soltar a resenha. Precisamos falar sobre esses assuntos sempre que possível.

      Beijo!

      Excluir
  4. Olá,
    Amei a dica e a sua resenha cheia de informações, eu não sabia sobre a data.
    Eu consegui o e-book desse livro nós promocionais da Amazon no início da quarentena, e agora fiquei ainda mais tocada e curiosa.
    Eu também acho válido mais diversidade nos romances, e isso é ótimo pra gente compreender melhor um pouco da condição e a vida das pessoas que convivem com ela.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nana,
      Isso mesmo, temos lutado tanto por representatividade, e nos livros não pode ser diferente.

      Beijo!

      Excluir
  5. Oii
    Não conhecia essa história mas gostei da indicação e vou procurar para baixar
    Adorei sua resenha.

    Beijinhos
    http://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayná,
      Obrigada! Espero que você goste.

      Beijo!

      Excluir
  6. Olá...
    Achei muito bonito da sua parte trazer essa discussão aqui para o blog. Acho essencial falar de assuntos sérios de vez em quando, é nosso papel como influenciador.
    Já tinha ouvido falar desse livro, mas, não tinha me ligado que era sobre vitiligo... Vou anotar na lista de desejados.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diane,
      É sim nosso papel de influenciador. As vezes é difícil, não sabemos bem como abordar certos temas, mas o importante é trazer, em um debate consciente, sempre que possível.

      Beijo!

      Excluir
  7. Oi!! Uma postagem linda e completamente necessária! Parabéns por abordar esse assunto de forma instrutiva, leve, e ainda deixar uma dica valiosa de livro.
    Quero ler S2
    Beijos
    https://www.aculpaedosleitores.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Rayanne.
    Eu conheço bastante gente que tem mas pouco vejo falar sobre o assunto. Eu vi pessoas se afastando por achar que era contagioso. Já tinha visto o livro antes mas nem sabia do que se tratava, fiquei interessada.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Eu, pessoalmente, não conheço ninguém que tenha, mas já vi atitudes preconceituosas com pessoas com vitiligo. Mas é verdade, pouco se fala, infelizmente.

      Beijo!

      Excluir
  9. Oi, Ray!
    Gosto muito quando temas como Vitiligo, são abordados em livros. É interessante ver as diferentes abordagens dos autores, e gostei bastante da indicação!
    Mesmo sendo uma leitura mais pesada, acho extremamente necessária :D
    A resenha ficou ótima!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laura,
      A discussão é mesmo necessária. Também adoro quando temas como esses são abordados, trás a tona a abordagem da diversidade e do respeito.

      Beijo!

      Excluir
  10. Oi Ray,
    Nossa, eu amo esse livro e acho que é tão pouco divulgado!
    Um romance bem envolvente, li há anos atrás mas ainda tenho cenas na memória.
    Uma bela postsgem a sua!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ale,
      Que bom conhecer mais alguém que conhece. Também acho ele pouquíssimo divulgado e acho que, só pelos temas abordados, já deveria ser mais divulgado.

      Beijo!

      Excluir
  11. Eu não sabia sobre essa ação, por isso concordo com você e acho mesmo importante que se use nossos meios de comunicação, como o blog, para divulgar campanhas importantes como essa.
    Também não conhecia esse livro, mas amei a premissa e o coloquei na minha lista para futuras leituras. Gosto de livros que trazem protagonistas pouco convencionais e o romance não se torna o foco do enredo.
    Ahh.. estou seguindo o blog :)
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leslie,
      Adoro personagens pouco convencionais também, acho super importante essa inclusão. Fico feliz que tenha gostado da resenha.

      Beijo!

      Excluir
  12. Oi Rayanne, tudo bem? Sabe que apesar das ressalvas, eu achei a premissa bem interessante. É diferente e eu nunca li um livro com personagem com vitiligo, acho que vou gostar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mi, tudo bem sim!
      É bem diferente mesmo, e foi o que mais me atraiu nele.

      Beijo!

      Excluir
  13. Eu nunca li esse livro, mas não tinha IDEIA que tinha personagem com vitiligo - eu particularmente, não tinha conhecimento e acaba sendo pouco divulgado, né?
    ACABEI DE VER QUE TEM NO UNLIMITED
    JA QUERO MUITOOOOOOOOOOOOOOO LER em breve rsrsrs

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pâm,
      Kindle unlimited é vida, né?! Que bom que tenha gostado da resenha e espero que goste da leitura também.

      Beijo!

      Excluir
  14. Olá, como vão as coisas por aí?

    Também gosto de personagens reais, como você mesma definiu. Não conhecia a obra e achei a premissa muito interessante, porém, alguns pontos levantados por você no final da resenha me fazem não me interessar tanto assim. Mas obrigado pela dica!

    Abraços! 😍
    Acampamento da Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gleydson, tudo bem, e com você?
      As vezes alguns detalhes acabam atrapalhando um pouco uma obra, mas acontece. A magia da literatura, pode incomodar alguns e não a outros, e tudo bem.

      Beijo!

      Excluir
  15. Oi Ray, tudo bem?
    Também nunca li nenhum livro sobre vitiligo e achei incrível que essa seja uma das temáticas desse. Como você comentou, precisamos falar sobre inclusão, porque isso permite que mais pessoas aprendam sobre as diferenças. E isso é fundamental!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Priih,
      Fundamental é a palavra. Quanto maior o conhecimento, menor o preconceito.

      Beijo!

      Excluir
  16. Oi! Eu já li um livro deste autor e achei bem bacana. Achei a proposta deste aqui interessante, até mesmo por nunca ter lido nada sobre a doença. Valeu a dica. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cida,
      Eu só conheço esse livro do autor, mas fiquei curiosa sobre outras obras.

      Beijo!

      Excluir
  17. Oi, Ray
    Concordo totalmente que exista muito preconceito com essa doença. As pessoas olham torto para pessoas que tem vitiligo, como se fosse algo super anormal e contagioso. É muito triste sabe? Mas eu gostei muito de terem feito um livro com essa temática. Nunca li nada do tipo e eu adoraria conhecer essa obra, ainda mais porque o autor entrega um lindo romance, apesar de todas os preconceitos que o personagem vive. Vou anotar a dica!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Miriã,
      O preconceito realmente é muito vívido e triste. Achei interessante demais abordar isso na literatura, e ler esse preconceito é duro, complicado, e faz a gente ver tudo com um novo olhar.

      Beijo!

      Excluir