[resenha] O AR QUE ELE RESPIRA - BRITTAINY C. CHERRY

Título: O ar que ele respira
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Páginas: 308


Sinopse: "Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar ao seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. A dor da perda ainda a consome, as lágrimas ainda insistem em cair, mas ela encontra em Emma, sua filha de 5 anos, a força de que precisa para recomeçar.Ao retornar à pequena Meadows Creek, Elizabeth chega à conclusão de que tudo, com exceção dela própria, continua igual: as fofocas, os velhos amigos, a estranha loja do Sr. Henson...Ou melhor, quase tudo. Seu novo vizinho, Tristan Cole, é o cara mais falado da cidade, porém todos o evitam. Grosseiro, solitário, com o olhar sempre agressivo e triste. ele parece fugir do passado. Com o tempo, Elizabeth descobre que, por trás do ser intratável, há um homem que foi devastado pela morte das pessoas que mais amava, e tenta se aproximar dele, mas Tristan faz de tudo para impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado, não há espaço para um novo começo. Ou há?"



Não tenho o costume de fazer resenhas logo que termino a leitura por pura preguiça, mas esse livro me obriga a fazer diferente desta vez. Ainda estou digerindo os acontecimentos e isso me dá vontade de conversar, falar, escrever e qualquer coisa mais que possam imaginar relacionado a ele.

Não sei se isso só acontece comigo mas tem livro que me envolve de tal forma que minha vontade é reler assim que termino e isso aconteceu com O ar que ele respira. Minha vontade é voltar e reviver tudo saboreando cada detalhe.

Tristan e Elizabeth tem algo em comum: ambos se encontram de luto! Elizabeth perdeu o marido em um acidente e mesmo depois de um ano ainda não conseguiu voltar a sua vida. Fugiu da própria casa com a filha Emma de 5 anos e foi morar com a mãe. Só que Hannah, a mãe de Liz, também se encontra de luto pelo marido e isso dura muitos anos. A forma de lidar com isso é diferente para cada uma delas e isso fica bem claro. Enquanto Liz tenta se apoiar na filha e se esconder do seu mundo real, Hannah aproveita a vida como acha que deve ser aproveitada, o que não significa que seja de uma boa forma e que isso a faça bem.

Ao conhecer mais um dos inúmeros namorados que a mãe já teve Elizabeth decide voltar para sua casa e tentar reencontrar seu lar onde foi feliz com Steven. Aparentemente nada mudou. Mesma cidade pequena, mesmas fofocas, mesmos amigos, mesma dor. Mesma casa ao lado abandonada. A única diferença é que desta vez a casa tem aparência abandonada mas tem um morador nela. O idiota da cidade!

"Gostava de me lembrar dos meus pecados através das dores do meu corpo. Eu adorava me machucar."

Tristan perdeu sua esposa e filho em um acidente e, apesar de não ser o culpado, não se perdoa por não estar com eles no momento, não se perdoa por ainda estar vivo. A solução encontrada por ele foi se esconder. Se esconder de quem amava e principalmente se esconder dele mesmo. E mais importante, manter todos afastados. Ele é exemplo de grosseria e solidão.

"Nós dois estávamos em mundos separados, feitos de nossas pequenas recordações, e, ainda assim, conseguíamos sentir a dor um do outro. A solidão reconhecia a solidão. E hoje, pela primeira vez, consegui enxergar o homem por trás da barba."

Inevitavelmente o caminho desses dois personagens se encontram e suas dores também. Tristan não quer amigos mas Liz necessita deles, principalmente algum amigo que compreenda de verdade a dor que ela ainda sente. Ele parece ideal e a insistência e bondade de Elizabeth não descansam até conseguir um pouco do estranho solitário.

Da dor surge uma amizade. Uma amizade esquisita mas uma amizade. Com isso um aprende a encontrar apoio no outro, se ajudando das mais diversas formas. Algumas não dão certo, outras dão certo por um tempo mas uma hora vão aprender a lidar com tudo.

"- Às vezes, a vida é estranha. Você só precisa aprender a lidar com a esquisitice dela e encontrar algumas pessoas igualmente estranhas que vão te ajudar a seguir em frente."

A história me deixou de olhos marejados praticamente todo o tempo. É tão bem escrito, tão envolvente, que sentia a dor deles, sofria com eles. Até que chega na metade do livro e as coisas melhoram. Confesso que não sabia se ficava feliz ou preocupada. Tinha ainda uma segunda metade e provavelmente muita coisa ainda iria acontecer. Estava certa. O que acontece daí para frente foge do comum e percebemos que antes de qualquer envolvimento real cada um precisava se entender de verdade e deixar o luto para trás antes de poder ajudar o outro. O recomeço tem que surgir com o coração aberto.

Quando terminei a leitura fiquei pensando no tema do livro. Por muito tempo achei que se tratava de luto mas refletindo percebi que era bem mais que isso. Esse livro trata de amor em suas mais variadas formas. O amor puro, o amor ingênuo, o amor solidário, o amor próprio, o amor possessivo.

Tenho que destacar também os personagens magníficos nesse livro e seus vários detalhes encantadores. Tristan com sua barba crescida e o jardim mal cuidado, Emma e toda a sua fofura, Liz e sua verdade, Faye e seu apelidos me fizeram rir muito e Pluto e Fifi com suas brigas.

Com certeza O ar que ele respira é um livro lindo. Capa perfeita, diagramação ótima e história envolvente. Termino mais uma leitura feliz, completa e com saudade dos personagens. Ah, e ansiosa para o próximo da série.

28 comentários

  1. Oi, Rayanne!

    Ao contrário de você, costumo correr pra escrever resenha logo que termino a leitura, senão aí sim vou ter preguiça de escrever hahaha eu já li um livro da autora e gostei, só vejo elogios pra essa obra em especial, pretendo ler assim que possível!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol,
      Isso da preguiça rola muito comigo também. Eu evito mais escrever quando o livro me emociona muito, para evitar que seja muito emocional e pouco racional. De um jeito que ninguém mais me entenda haha.

      Beijo!

      Excluir
  2. Olá, Rayanne.
    Eu tenho o box dessa série aqui na estante e vou ver se amino a ler ela. Na verdade eu não sou tão fã desse tipo de enredo mas o ultimo livro que li da autora favoritei e por isso resolvi ler. Só não sei se leio por esses tempos porque estou optando por livros mais "felizes" hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sil,
      Não li os mais recentes dela mas dos que li achei em uma linha bem similar, e gostei de todos haha.
      Mas isso de estar para livros felizes, é melhor deixar para depois mesmo. Eles terminam bem, mas sempre tem uma carga emocional muito grande. E acredito que tenha um momento certo para toda leitura.

      Beijo!

      Excluir
  3. Oi Ray
    Uma das minhas autoras favoritas da vida é a Brittainy. Eu adoro as obras dela, deixam uma emoção enorme em suas páginas e entrega personagens perfeitos! Essa série é uma das minhas favoritas, e esse livro é tão doce e tão encantador! Amo.
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Miriã,
      Os meus sentimentos são exatamente esses também. Amo demais.

      Beijo!

      Excluir
  4. Oii Ray
    Eu nunca li essa série mas é cada resenha positiva que vejo sobre as histórias que minha vontade só aumenta. Adorei sua resenha e estou com muita vontade de ler, acho que colocarei como prioridade e ler o mais rápido possivel.

    Beijinhos!
    https://focadasnoslivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thayná,
      Acho ela maravilhosa mesmo. Te desejo boa leitura e espero que goste tanto quanto eu.

      Beijo!

      Excluir
  5. Oi, Rayanne!
    Eu estou lendo um livro com uma temática bem parecida, sobre o luto e suas diferentes facetas e o amor. E estou surpreendida por ser uma leitura tão boa :D
    Esse eu não conhecia, mas já vou salvar a indicação! Acho que estou numa vibe de leituras mais leves e emocionantes ♥ A resenha ficou linda!

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laura,
      Adoro essas leituras também, apesar de sempre enrolar para pegar já que sou uma chorona assumida.
      Agora me conta, fiquei curiosa sobre qual é esse livro lindo que você está lendo.

      Beijo!

      Excluir
  6. Wow, a proposta é fascinante, faz tempo que não leio algo arrebatador neste gênero. Amei a resenha, super animei pra conhecer essa história!

    Beijos
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna,
      Fico feliz que tenha gostado e se pegar para ler, te desejo uma ótimo leitura.

      Beijo!

      Excluir
  7. Oi Rayanne, todo mundo elogia muito essa autora pelo drama e romance, a carga parece um tanto pesada mesmo, ainda pretendo me arrsicar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mi,
      Ela tem essa marca mesmo, e eu pelo menos gosto bastante. Mas apesar de temas pesados, a abordagem é muito bem feita, então a leitura flui muito bem.

      Beijo!

      Excluir
  8. Oi Ray, tudo bem?
    Pessoalmente, não sou muuuito de ler livros em que o romance acontece entre personagens mega "quebrados" pelo passado, sabe? Não faz muito meu estilo. Mas gostei muito dos pontos que você trouxe e, principalmente, do livro falar de várias formas de amor.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Priih, tudo bem sim e você?
      Foca naqueles que você gosta que a vida é curta e a lista de leitura é grande demais para lermos aquilo que a gente não gosta tanto. Mas se um dia resolver encarar algo do tipo, fica a dica haha.

      Beijo!

      Excluir
  9. Olá...
    Adorei a sua resenha!
    Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diane,
      Ahh, espero que goste tanto dessa leitura. Que se apaixone como eu me apaixonei!

      Beijo!

      Excluir
  10. Olá Ray,
    Já vi muita gente falando desse livro, mas não achava muito interessante e pensava que a história não ia me cativar. Mas sua resenha me deixou com muita vontade de ler esse livro, saber que o livro te deixou tão emocionada deixa a vontade ainda maior. Já vou por no lista de desejados.

    Bjssss
    https://pensamentossoavento.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Helo,
      Ahh, não imagina o quanto eu gosto de ler comentários como o seu. Aquece o coração haha.
      Torcendo para que, quando ler, goste tanto quanto eu.

      Beijo!

      Excluir
  11. Tenho muita vontade de ler esse livro, parece ser realmente muito bom. E agora você me deixou com mais vontade!

    Beijos,

    Carol
    https://reinodepapel.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol,
      Eu amo esse livro e se já desejava antes, só posso dizer para ir fundo. A história é linda e vale a pena ser lida.

      Beijo!

      Excluir
  12. Eu simplesmente amei esse livro tb!
    Foi o primeiro da autora que eu li, ganhei ele e comecei despretensiosamente sem muita expectativa...e a história me pegou completamente!

    Parabéns ela resenha!

    bjo

    http://estanteflordelis.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lis,
      Obrigada! Comigo foi parecido. Foi meu segundo livro dela e como havia amado o primeiro que li, sempre fico com medo de decepcionar quando pego um outro. Ainda bem que não foi o caso, e passei a amar tudo que ela escreve.

      Beijo!

      Excluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Eu vivo ensaiando para ler algo da autora, acredito que esse eu até tenha no Kindle... tem uns que consegui em inglês na Amazon.
    Eu gosto de romances mais dramáticos, mas como esse envolve luto, talvez não seja um bom momento.
    Mesmo assim o casal me soa bem maduro, e acredito que seja um ponto que vou adorar.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nana,
      Se não está no momento deixa para outro momento, as vezes ler no momento errado acaba com todo o encanto da leitura. Mas quando estiver bem, leia. É um prato cheio para quem gosta de um romance mais dramático.

      Beijo!

      Excluir
  15. Olá, querida!
    Tenho um livro desta autora por ler. O meu conselho é que se algum livro não flui, simplesmente não insista. Comece uma leitura nova. E se sentir saudade, pegue no livro novamente.
    Beijinhos


    http://tudosoblinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir