[resenha] A PROMESSA DA ROSA - BABI A. SETTE

Olá meus amores, como vocês estão?

Já tem tempo que recebo indicações para ler esse livro. Aproveitei que nesse período de isolamento consegui voltar a ler e, em uma busca no meu kindle, encontrei essa leitura ainda por fazer. Foi uma delícia, mas também foi uma surpresa. Vale conferir a resenha.

Título: A promessa da rosa
Autora: Babi A. Sette
Editora: Amazon
Páginas: 638
Onde comprar: Amazon


Kathelyn Stanwell tem 17 anos, primeira filha de um conde e com uma beleza inigualável. Acaba de ser apresentada a sociedade mas ainda se mantém afastada dos bailes. O motivo é simples, ela atrai confusão. A jovem cresceu livre e idealista. Adora andar a cavalo, subir em árvores, fazer amizade com os filhos dos criados, nadar no rio. E sonha com um casamento por amor.

"Mas Kathe nasceu assim, com essa ardência interior que a levava sempre a querer mais da vida."

Após um longo castigo, consegue realizar o desejo de ir ao baile de máscaras. Se engana quem pensa que ela queria conhecer cavalheiros ou dançar valsas, ela queria era conhecer a vasta coleção de antiguidades do anfitrião. Para conhecer tais objetos, Kathelyn se envolve em mais uma confusão.

Desde sua chegada ao baile, ela atraiu a atenção de diversos jovens, mas de um em especial: o falcão vestido de negro. O mesmo homem que a flagra invadindo o escritório para chegar ao seu destino. O mesmo homem que ela julga não possuir um título e que usa para descobrir como se beija.

Arthur Harold é o nono duque de Belmont. Adora antiguidades e, após uma experiência de quase morte, resolve que chegou o momento de se casar. É nesse momento que seu caminho se cruza com Kathelyn, que a princípio ele julga ser uma ladra. Uma ladra muito ruim, por sinal.

"Entendi que o que doma o mundo é a forma como escolhemos olhar para ele, e não a forma como ele se apresenta diante de nós."

De espírito livre, deseja uma esposa que possa compartilhar a vida além dos bailes de Londres. Quando eles são formalmente apresentados, parece que o destino os uniu. O casal se completa. Tudo parece perfeito, até deixar de estar.

Tudo isso acontece ainda no início da leitura. E se, como eu, está imaginando que algo irá dar errado, você está certo. Quando percebi que tudo parecia perfeito demais e ainda nem estava em 20% da leitura, imaginei diversos problemas acontecendo, mas nunca o que de fato acontece.

"Um duque, sem honra ou não, sempre está certo. A sociedade jamais se levantaria para defender uma mulher quando um homem poderoso a acusa."

A resenha vai ser com pouca informação sobre a história. Até eu que adoro um spoiler sei o quanto a surpresa nesse livro faz a diferença, mas adianto que A promessa da rosa não é sobre a história de um casal, é a história de uma mulher guerreira, enfrentando tudo para sobreviver e ainda assim manter seus sonhos vivos.

Quando a protagonista apronta mais uma das suas, o ciúme do duque ganha força. Arthur é impulsivo e influenciável, e como a sociedade é predominantemente machista, até o protagonista que aparentava ser diferente comete seus erros. Erros graves que mudam o rumo da vida de muita gente.

Durante a maior parte da leitura julguei o protagonista pelos seus erros, senti ódio pelas atitudes egoístas, torci para que sofresse, mas percebi que as pessoas tem sim o direito de errar e se arrepender. O erro nunca será esquecido, mas se há uma mudança verdadeira, por que não dar uma nova chance?

"Essa era a última imagem que teria de Arthur - uma vez mais, ele lhe dando as costas."

Agora a Kathelyn me fisgou completamente. No início da leitura já gostei dela por ser sonhadora e por lutar pelo que deseja, sem deixar de ser quem é. Quando sua vida muda, e muda muito, ela se mantém de pé. Enfrenta o pão que o diabo amassou, é traída por todos ao seu redor, mas não deixa de sonhar. Uma personagem tão a frente do seu tempo e que paga o preço por ser assim. Mas seus sonhos são mais importantes que uma vida escondida dentro dela mesma.


A narrativa em terceira pessoa por vezes me confundiu, mas nada que atrapalhasse a leitura. Entretanto, vale ressaltar que peguei a edição que inclui o conto, A sombra da rosa. Ter essa continuidade foi importantíssimo, pois o livro em si não tem um final. O fim da história acontece no conto citado, e por se tratar de dois livros diferentes, tem muita repetição na história. Para mim, a forma ideal seria unificar ambos de forma que se tornem um só, tornando o livro completo.

Como a história de um casal, não foi o melhor livro que li, até porque o perdão é um assunto bem delicado. Mas, foquem na história como sendo de uma mulher e seus sonhos, lidando com uma sociedade machista e com os altos e baixos da vida. Vai ser impossível não sonhar junto.

3 comentários

  1. Olá
    Gostei da sua resenha, ressaltou os pontos fortes e fracos do livros, ainda não li nada da Babi, mas sempre tive curiosidade de ler um livro dela. Parabéns pela resenha e obrigada pela visita lá no blog ;)

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Instagram | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Gostei da sua resenha, ressaltou os pontos fortes e fracos do livros, ainda não li nada da Babi, mas sempre tive curiosidade de ler um livro dela. Parabéns pela resenha e obrigada pela visita lá no blog ;)

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Instagram | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  3. Não conheço o livro nem a autor, mas promete ser um livro cheio de aventuras!!

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    Bluestrass

    ResponderExcluir