[resenha] PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI - JENNY HAN

 

Título: Para todos os garotos que já amei
Autoras: Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
Onde comprar: Amazon, Wook, Bertrand




Sinopse: "Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar."


Lara Jean é uma adolescente ainda se descobrindo e aprendendo a lidar com as responsabilidades, os amores e as decisões para o futuro. Para todos os garotos que já amou, cinco rapazes, ela escreveu uma carta de amor. Não foi uma carta se declarando, mas se despedindo, desabafando.

As cartas, que deveriam continuar com ela, foram enviadas. A confusão estava armada. Josh, um dos rapazes, é seu melhor amigo e namorado de sua irmã.



Para escapar das consequências do romance ser revelado, ela acaba se envolvendo com Peter Kavinsky, outro dos destinatários. Ele está passando por um término no namoro com Gen e, para o bem de ambos, iniciam um namoro falso. Daí surge uma amizade fofa, confesso.

O livro é narrado pela Lara Jean, e aborda os conflitos da adolescência. Ela está se descobrindo e se abrindo para o mundo, ao mesmo tempo que aprende a dar valor as pequenas coisas. A relação familiar inclusive é bem interessante. De origem coreana, pelo lado materno, todos se preocupam em manter a cultura coreana em detalhes do dia a dia, mesmo após a morte da mãe.

Eu costumo gostar bastante dos livros juvenis, das vivencias da adolescência, e acreditei, principalmente pelos tantos elogios que li sobre, que amaria esse livro. Infelizmente não foi assim.

Meu primeiro problema foi com a narrativa. Não sei se é da autora ou se foi pela abordagem da leitura, de mostrar o cotidiano da protagonista, mas para mim a narrativa se tornou lenta e cansativa, o que dificultou bastante no desenvolvimento.

Meu segundo problema é o mais polêmico: não gostei da relação entre Peter e Lara Jean. Lara é influenciável, mas está se descobrindo e aprendendo a se impor, então não foi um ponto que me incomodou tanto. Entretanto algumas atitudes do Kavinsky são machistas e controladoras, e tudo é tratado de forma natural e aceitável. Para mim isso nunca será aceitável, principalmente em um livro que tem seu público alvo adolescentes que também estão descobrindo seus limites.

"Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo. As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam."

Vale comparar também com o filme. Ele aborda a história de forma mais superficial, inclusive já passando partes que acontecem no segundo livro, mas flui de uma forma que me envolveu bem mais. Além disso, algumas das atitudes do Peter no livro não são reproduzidas, fazendo com que eu simpatizasse mais com os personagens do filme do que do livro.

Eu sei, é uma resenha polêmica, já que a maioria ama esse casal protagonista. Nem todos tiveram as mesmas sensações e impressões que eu e essa é a magia da leitura. Esses são pontos que me incomodam e que atrapalham no geral, tornando minha experiência um pouco menos agradável. Entretanto, sei que isso não incomoda a todos e por isso sempre recomendo as leituras para que as conclusões sejam pessoais, mas independente disso, nunca o que não é aceitável continuará não aceitável, é só separar ficção da realidade.


PARA TODOS OS GAROTOS QUE JÁ AMEI • P.S.: AINDA AMO VOCÊ • AGORA E PARA SEMPRE, LARA JEAN

9 comentários

  1. O livro eu ainda não tive oportunidade de ler, porém os filmes eu assisti e gostei demais. Eles estão na lista de desejos de livros.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  2. Oi Ray
    É muito bom esse olhar crítico que você tem a respeito do livro. Quando eu li eu amei, inclusive nem lembro dessas atitudes machistas do Peter, pra você ver como a nossa mente não trabalha direito em relação a essas problemáticas. É uma obra que hoje eu gosto, mas que se lesse de novo, acho que encontraria os mesmos problemas que você.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ray!
    Eu até tentei ler esse livro uma vez, mas tive dificuldades com a abordagem da autora. Achei meio cansativo e acabei largando.
    Sobre o filme eu só vi o primeiro e gostei! Gostei muito da sua resenha e acho importante a gente ressaltar essas aspectos mais problemáticos :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  4. Oi Rayanne, tudo bem?
    Confesso só assisti aos filmes, mas pra mim não foi algo tãoooo incrível assim. Muitas das suas opiniões eu compartilho. Na verdade acho que certos tipos de narrativas simplesmente não funcionam mais comigo, sei lá.
    Ótima resenha.
    Abraços,
    Ava
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Ray!
    Eu tenho o livro aqui, mas ainda não li. Realmente falam muito bem do livro por isso eu estava com muitas expectativas, mas lendo sua resenha agora fique com o pé atrás. Já não vou mais com tanta cede ao pote!
    Abraços

    http://lendoeapreciando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Rayanne. Tudo bem? Eu li este livro e não gostei tanto assim da leitura, embora a obra não seje ruim. Amei sua resenha, parabéns! Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, Rayanne.
    Eu li esse livro na época do lançamento, antes de pensar em ter um filme hehe. E gostei bastante. Não lembro dessas atitudes machistas do Peter, mas naquela época eu nem olhava muito para essas coisas, hoje em dia já leio com outros olhos hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Hello :)
    É bem o tipo de livro que gosto.
    Obrigada pela dica.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ray!

    Tentei ler esse livro antes mesmo do filme sair, mas não curti muito e larguei. Com o filme já não tive problemas, achei bem bacana. Curioso você também ter tido essa experiência, já que geralmente os livros são melhores do que as adaptações!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir