[imigração] COMO TUDO COMEÇOU

 Olá amores, como estão?

No Instagram, normalmente quando coloco caixinha perguntando sobre algum post desejado, aparece algum comentário sobre Portugal. Sempre tive de receio de falar sobre isso. O foco do Amor pelas páginas é a literatura, e mesmo saindo um pouco disso nos últimos dias, ainda tinha preocupação por sair tanto desse foco.

Essa semana fiz mais uma enquete no Instagram, sobre o que gostariam de ler dentro do assunto, e por incrível que pareça, a opção SOMENTE LIVROS não ganhou nenhum voto. Acredito que, como eu, muitos também gostem de ler sobre experiências diferentes.

Então resolvi falar. E decidi começar por como tudo começou.

Na verdade, nunca sonhei em sair do país e me aventurar no novo. Sempre gostei de me sentir segura, e um recomeço como esse é tudo menos seguro. Mas foi tudo que eu precisava, só não sabia ainda.

Enfim, tudo começou com uma prima. Ela e o marido decidiram mudar de país em busca de maior segurança para os filhos. A língua foi um ponto muito importante na escolha (apesar de não ser tão simples como imaginado, mas isso é assunto para outra hora).

Ela veio quase dois anos antes de mim, e nesse período também vieram os dois irmãos dela e os pais. E mesmo alguns tendo voltado a viver no Brasil, todos me incentivaram a vir também. Minha prima sempre disse o quanto eu amaria viver aqui, e acertou.

A dúvida durou meses. Tinha casa, emprego, família e amigos. Teria que abrir mão de tudo para recomeçar, incluindo o sonho de voltar para a faculdade. Teria que trabalhar no que encontrasse. Não teria uma casa só minha e nem meu espaço. Teria que começar do zero, a começar pelos documentos.

Decidi tirar tudo como uma experiência. Se não me adaptasse ou simplesmente não gostasse, voltaria cheia de conhecimento, então nada seria perdido. Mas amei desde o momento que cheguei (mesmo abandonada no aeroporto por quase uma hora haha).

O processo até aqui não foi fácil. Documentos, língua, emprego, casa, foram várias dificuldades até aqui, e ainda terão tantas mais, mas uma certeza tenho nesses dois anos e meio sendo imigrante, foi a melhor decisão que tomei.


Acho que me perdi um pouco nas falas, me empolguei em outras, mas acho que é basicamente aí que tudo começou. Aos poucos trago mais (se quiserem, claro) e falo um pouco mais sobre curiosidades e experiências.

E falando nisso, é o que quero saber, tem algo que querem saber?

11 comentários

  1. Oi, Rayanne. Como vai? Gostei de saber dessas curiosidades da obra. Espero que você traga mais informações sobre. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Rayanne,
    Imagino que apesar das vantagens não deve ter sido muito fácil imigrar. Já tive muita vontade, mas hoje não mais. Mas acho que é um tipo de conteúdo bem bacana de se produzir. e quando as coisas melhorarem, seria muito conhecer pelos seus olhos alguns lugares marcantes de portugal.
    abraços,
    ava
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Ra!
    Imagino o quanto essa experiência fez você crescer...Realmente não é fácil, mas, você foi atrás e quando olhar para trás poderá sorrir e ter aquele sentimento de liberdade, de vitória...Continue indo atrás
    de seus sonhos...
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Gostei desse tipo de post. Muito interessante conhecer mais de suas experiências em outro país.

    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  5. Também adoro conhecer relatos dessas experiências, e fala sério, é super importante para nós sairmos as vezes da nossa "bolha" e zona de conforto, né?
    Fora o tanto de coisa legal a se conhecer!

    Beijos,
    www.tammycezaretti.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Eu adoro essas postagens pq posso conhecer outros lugares.
    Nem nunca sai do Rio, então ótimo pra adquirir mais conhecimentos.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Acho muito corajoso de sua parte ter ido morar em outro país, mesmo ciente de que estava abrindo mão de seu conforto... Deve ter ganho muita experiência e histórias pra contar.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Jesus, I believe, I adore, I hope and I love You, I ask Your forgiveness for those who do not believe, do not wait, do not worship and do not love You.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, eu AMO esse tipo de assunto, sabe? Eu moro no Brasil e ainda não tive coragem de viajar para fora, mas ja tive muita vontade de fazer intercambio!
    Tenho um primo na Italia que super me incentiva a ir visitar ele assim quea pandemia melhorar um pouco, sabe?
    estou aprendendo italiano
    Bem, uma coisa que talvez vocÊ possa falar pra gente
    como foi se acostumar com a lingua? voce fez algum tipo de curso ? Porque tem palavras muito diferentes..
    E por exemplo, arrumar emprego. Foi fácil? É considerado o estudo que você tem aqui no Brasil? ?

    Desculpe as perguntas, sãodúvidas que sempre tenho , gosto muito de ler sobre!

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  10. Oi Ray,
    Por mais que o blog seja literário, eu acho que nossas leituras influenciam muito em quem somos e nas aventuras que fazemos, então de certa forma, acho essa postagem bem pertinente. É seu espaço, é seu cantinho, fale sobre quem você é e o que te faz feliz!
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Rayanne, vou te confessar que, mesmo o foco sendo apenas literatura, é bom falar sobre outras coisas também de vez em quando, e falar sobre sua imigração foi um bom acerto, pois eu sempre fui curiosa para saber também como você fez... rsrs
    Eu imaginava que você teria problemas com a língua, as pessoas normalmente se iludem, porque eles nos colonizaram, então vamos nos entender, mas é só ler os livros em Português de Portugal para sabermos que a língua é semelhante até a página 2 e iremos encontrar alguns probleminhas no meio do caminho, mas nada que um dicionário e paciência não resolvam... rsrs
    Que bom que você gostou da viagem e da experiência, mas menina, fiquei agoniada aqui com você abandonada por uma hora no aeroporto!
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir