[resenha] NÃO FUJAS MAIS - HARLAN COBEN

Olá amores, como estão?

Quem me acompanha sabe o quanto sou fã dos livros do Harlan Coben e como eles fazem parte da minha história com a literatura. Apesar disso, passei algum tempo sem ler nada dele, até me arriscar com Não fujas mais.

Talvez eu que não esteja em bons momentos com as minhas leituras (o que é verdade) mas esse não me fisgou completamente como outros fizeram no decorrer destes anos. E preciso destacar que não é pelo livro ser ruim, longe disso, só não é o melhor do autor.

Apesar disso, mais do que nunca fui enganada e surpreendida. O autor ousou bastante nos temas e nos desfechos. A história tem mais ação que a maioria dos livros únicos dele.

Como nem todos são adeptos aos spoilers, a resenha acaba sendo mais simplificada, sem grandes detalhes. A surpresa é um fator bem interessante em diversos pontos da história.

Paige vem de uma família estável, emocional e financeiramente falando. Sempre teve tudo, cresceu feliz, foi para a faculdade que quis. Porém lá tudo mudou. Ela conhece Aaron, um viciado em drogas que acaba se tornando seu namorado.

Até ela desaparecer sem deixar pistas. Porém Simon, seu pai, nunca desistiu de a encontrar.

Um dia ele encontra a jovem cantando muito mal em um parque. Ela está completamente consumida pelo uso das drogas e acaba fugindo novamente. A fuga gera grandes complicações para toda a família, o que resulta em uma grande caçada.

“A lente virou-se para a direita com um safanão, voltando a focar-se mesmo a tempo num Simon de aspeto pomposo – por que raio é que ele não mudara de roupa ou pelo menos alargara a porcaria da gravata? – no momento em que Paige se tentava livrar dele e Aaron estava a meter-se entre os dois. A ideia que dava, obviamente, era que um tipo engravatado, rico, privilegiado, estava a bordar uma mulher muito mais jovem (ou talvez a tentar algo pior), a qual estava então a ser salva por um corajoso sem-abrigo.”

Em paralelo, temos algumas mortes aleatórias a jovens rapazes pelo país, o assassinato de Aaron, uma detetive certa que tudo se liga e um casal bem estranho em uma viagem de carro. Elena, a detetive, está certa. Parece tudo aleatório mas vai se encaixar.


A surpresa é a grande protagonista deste livro. Os temas tão importantes quanto. Ler sobre a forma que a droga afeta toda a família é no mínimo interessante. Temos também outros dois pontos que acabam sendo a causa de tudo (e que vou manter a surpresa) mas que para mim foram bem inovadores. Entretanto, vale destacar que a leitura pode gerar gatilhos.

“- O que eu quero dizer é que, antes de desconsiderares as outras crenças por achares que são tresloucadas, devias olhar melhor para as histórias que as pessoas ‘normais- – Dee Dee fez aspas com os dedos – acham credíveis. Nós achamos que todas as religiões são de loucos… exceto a nossa.”

A narrativa é em terceira pessoa, possibilitando que o leitor tenha uma visão ampla de todos os acontecimentos. Ah, e se preparem para um grande plot twist no final e para grandes reencontros, como por exemplo com a advogada Hester Crimstein, velha conhecida dos leitores da série Myron Bolitar.

“Simon respirou fundo. Pegou no telefone e ligou para o escritório de Hester Crimstein. A advogada foi rápida a atender.
- Articule – disse Hester.
- Desculpe?
- É assim que um amigo meu atende o telefone. Não ligue.”



 

Título: Não fujas mais
Autor: Harlan Coben
Editora: Presença
Páginas: 357
Onde comprar: Wook, Bertrand, Amazon Brasil
Edição portuguesa 
(no Brasil, lançado pela Editora Arqueiro como Custe o que custar)

Sinopse: "Um thriller entusiasmante de um dos mais apreciados mestres do suspense da atualidade.
Ele Perdeu a Filha.
Ela está agarrada às drogas e a um namorado abusivo. E deixou bem claro que não quer ser encontrada. Um dia, por acaso, o pai vê-a a tocar guitarra em Central Park, Nova Iorque. Mas já não é a menina de quem se lembra. Esta mulher vive à beira do abismo, está assustada e claramente metida em apuros. Sem qualquer hesitação, ele não para sequer para pensar. Aborda-a e pede-lhe que regresse a casa.
Ela Foge.
E só há uma coisa que um pai pode fazer: segue-a por um mundo negro e perigoso cuja existência desconhecia. Quando dá por si, tanto a vida dele como a da sua família estão em risco. E para proteger a filha dos males desse mundo, ele tem de os encarar de frente."

16 comentários

  1. Oi Ray, tudo bom?
    Menina, acredita que eu nunca li nenhum livro do Harlan Coben mesmo tendo alguns deles aqui em casa? rs Bom, minha mãe é fã do autor, então vou dar uma procurada para ver se ela já tem esse, porque só o fato de você ter sido enganada, super me dá vontade de devorar a obra!
    Adoro ser surpreendida!!!!!
    beeeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ale,
      Eu sou sempre enganada por ele haha. Pode ir de cara e se preparar para comprovar o porque dele ser considerado o mestre das noites em claro.

      Beijo!

      Excluir
    2. vou pegar nas férias então, porque aí posso passar a madrugada lendo sem problemas! kkkkkkk

      Excluir
  2. Oie, esse livro parece muito bom, e apesar de conhecer, não cheguei a ler. Adorei a resenha.

    Bjs

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leyanne,
      É bem no estilo dos outros livros do autor, mas vale a pena da mesma forma.

      Beijo!

      Excluir
  3. Oi! Eu gosto bastante deste livro, no geral as obras do autor sempre me fisgam e gosto da maneira como ele entrelaça várias histórias dentre de uma só. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cida,
      Eu adoro isso. As vhistórias as vezes parecem não ter como se ligarem e ele vai lá me me prova o quanto eu estava errada haha.

      Beijo!

      Excluir
  4. Gosto dos livros do Harlan Coben, aliás preciso até ler mais livros dele, tem ótimos!
    Ótima resenha, trouxe aspectos que eu gosto em uma leitura.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Os livros dele são mesmo maravilhosos!

      Beijo!

      Excluir
  5. Oi
    nem conhecia esse livro, faz anos que eu não leio nada do autor, que bom que gostou da leitura apesar dele não ter te conquistado totalmente, a escrita do autor é boa.

    https://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise,
      O não totalmente para os livros dele é não virar a noite lendo haha.

      Beijo!
      www.amorpelaspaginas.com

      Excluir
  6. Amei a resenha. Eu já li alguns livrs do autor e amei. Gosto muito da escrita e em como os livros prendem. Já vou pegar esse
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Ray, tudo bem?
    Eu quero muito ler esse livro e amei as fotos que fez para o post, achei que ficaram maravilhosas.
    E quero muito me aventurar na escrita desse autor ano que vem, a lista de livros já está grande rs
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Parece ser muito interessante, vou levar a sugestão!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderExcluir
  9. Oi Ray,
    Nunca li nada do autor, mas como fã de suspenses, confesso que tenho vontade de conferir a leitura de seus livros. Achei bacana que esse livro seja cheio de surpresas, pois gosto de grandes plots e de roteiros que parecem ser aleatórios, mas no fim tudo se encaixa.
    Apesar de não ter sido sua melhor leitura, eu daria uma chance ao livro.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  10. Ray, eu sou uma vergonha!!!
    Nunca li nada do autor e preciso mudar isso pra ONTEM
    Achei muito interessante e ser um tema qu é cabuloso mas ao mesmo tempo traz essa visão, tambem é muito bacana para desenvolver o nosso olhar como leitora, né?!

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir